sábado, 12 de outubro de 2019

Kamishibai ???? Sim Kamishibai ! O que é isso ?

Muitos de vocês já devem ter ouvido falar da filosofia Lean, que através da cultura organizacional e algumas ferramentas s ajuda o dia a dia das organizações a identificar desperdícios e , melhorar continuamente, mas isso você já deve saber... 

Mas o que Kamishibai tem a ver com isso ? Ou melhor o que é Kamishibai ? 

Esta ferramenta surgiu na Toyota e tem como principal objetivo incentivar os gestores da empresa a estarem presentes no chão de fábrica, junto aos demais colaboradores para verificar em primeira mão se tudo estava ocorrendo como deveria. Esta técnica é historicamente referenciada ao teatro de papel (originado no séc XII, era utilizado para educação das crianças a partir de figuras desenhadas em papeis coloridos, objetivando o ensinamento de forma simples de alguma história) 
Esta ferramenta torna a auditoria interna tão simples e intuitiva, que qualquer pessoa, instruído ou não nas práticas da empresa, é capaz de analisar se tudo está correndo bem ou não; assim como no teatro de papel japonês, que tinha como objetivo instruir crianças e pessoas mais idosas sobre temas relevantes da cultura e política da região.

A ferramenta, apesar do nome complicado, é bem simples, e se trata apenas de um board visual, no qual é possível realizar um gerenciamento através de cartões de atividades de auditoria dentro da área fabril.


Entre os benefícios posso citar alguns:

  • Comunicação - muitos gestores não gostam de deixar as suas salas para andar em meio ao chão de fábrica, ou muitas vezes são ocupados demais para isso. Dessa forma, acabam deixando de conversar diretamente com quem mais tem conhecimento acerca das forças e fraquezas dos processos, os colaboradores. Ao utilizar o kamishibai, cada gestor terá um dia no qual deverá realizar uma visita rápida no ambiente de produção e realizar algumas perguntas simples aos funcionários, permitindo assim que ele veja com seus próprios olhos o que é preciso ser feito em cada setor.
  • Facilita a auditoria -  simplifica  e melhorar o processo de auditoria para que ele seja mais levado em consideração e realmente melhore os pontos necessários da produção.
  • Insere valores nos colaboradores - não tem como objetivo de identificar os colaboradores que estão cometendo erros, em algumas empresas ainda existe a cultura de ¨quem é o culpado¨, o principal objetivo é o de treinar os colaboradores para visualizar os problemas e como resolvê-los. Também exige, a tolerância “zero” aos problemas que geram desperdícios, num ambiente onde não é “quem é o responsável” e sim “qual é o problema”. onde o objetivo não é esconder e sim haver uma sistemática de identificação e resolução, pois os problemas são considerados oportunidades de ganhos.


Adaptado para o Lean, é utilizado como uma ferramenta de gerenciamento para realizar auditorias de forma escalonada pelos diferentes níveis (Ex.: Operadores, Supervisor e Gerente) dentro de um processo de fabricação. É um sistema visual com objetivo de monitorar os itens críticos do processo, permitindo a tomada de ações preventivas/corretivas, além de propiciar a manutenção do conhecimento da equipe.

Vejam o exemplo abaixo:



A dinâmica é simples e pode ser adaptada para cada processo. O cartão contempla os itens críticos que garantem a estabilidade e podem estar associadas as dimensões como Segurança, Qualidade, 5s, Manutenção, Processos (Parâmetros Críticos), entre outros. Deve conter de 5 a 10 itens e a resposta é binária (sim/não). Quando a resposta for negativa, o cartão fica virado de avesso com a ação que será tomada para resolução do problema.  A responsabilidade das auditoria é do líder, efetuando as auditorias e as atualizações no quadro considerando os principais indicadores de performance (segurança, padronização, organização, TPM). A troca de informações constante e a presença quase que diária de alguma das figuras da diretoria no chão de fábrica pode ajudar na troca de conhecimento e difusão dos valores da empresa entre os funcionários.


Eles deixam de ver os diretores da fábrica como estranhos e passam a tê-los como colegas que tem um objetivo em comum, melhorar os processos e técnicas de trabalho. 


  • Aqui você pode aprender um pouco mais - 
https://www.youtube.com/watch?v=cWGlXoyL1Xo

  • Abaixo voce aprenderá em como implementar a ferramenta:


Nelson Rosamilha,PMP®,PMI-ACP®,Prince 2 Practitioner®, PMO-CP®,MsC
rosamilha@gmail.com
Twitter: nelsonrosamilha (empregos em projetos)
Instagram: ExcelenciaProjetos 


A cultura ágil nas empresas e o papel da Adhocracia

Se você quer deixar o comodismo de lado, ou seja: trocar alguns padrões antigos que gastam energia e prazos desnecessários por respostas sim...