sábado, 4 de junho de 2016

Como formar uma equipe de alto desempenho ?


Nós gerente de projetos sempre queremos os melhores profissionais para formação de nossa equipe e até mesmo os gestores funcionais buscam por isso. 

O mundo já mudou e hoje o paradigma da reestruturação esta presente em nosso dia dia, seja em downsizing, terceirização, reestruturação dos processos, níveis organizacionais e, redução de custos, estes mesmas os mais fáceis, resultados rápidos cortando grama alta.

Agora a busca incessante pela qualidade (fazer certo da primeira vez e aumento de produtividade, rapidez nas informações e eficiência na execução das tarefas são fatores vitais para as empresas manterem-se competitivas no mercado e para seus projetos serem entregues cada vez mais rápido e no menor custo

Por isso, o trabalho colaborativo é uma das alternativas para que as empresas atinjam melhores e maiores resultados









Mas antes de falarmos do como, acho que é importante entendermos o conceito com relação ao que é uma equipe de alto desempenho, e veja que interessante segundo  (WELLINS; BYHAM e WILSON, 1994) , sim 1994 muito antes do que imaginávamos  equipes altamente eficazes ou de alto desempenho, são compostas por grupos de indivíduos:
  • comprometidos
  • que confiam uns nos outros
  • tem um claro sentido de propósito em relação ao seu trabalho
  • são eficazes comunicadores dentro e fora da equipe
  • certificam-se que todos na equipe estão envolvidos nas decisões do grupo
  • seguem um processo que os permitem planejar, tomar decisões e garantir a qualidade de seu trabalho , 
Opa, alguém aqui percebeu conceitos de Agilidade ? 

Quando você conseguir colaborativamente com sua equipe atingir os comportamentos e métodos acima, então, teremos uma equipe no melhor de seu desempenho novamente veja a novidade que Carvalhal e Ferreira (2001) nos trazem...
  • baseiam suas ações numa visão comum e num forte senso de propósito em transformar sua visão em realidade, 
  • desenvolvem suas relações através de uma comunicação aberta,
  • fortalecem a confiança e o respeito mútuo entre seus membros, 
  • a liderança é compartilhada
  • seus procedimentos de trabalho são eficazes,
  • criam e inovam a partir das diferenças individuais.
Isto me faz refletir que talvez eu como líder deveria atuar com esta mentalidade e buscar este sonho de alto desempenho coordenando tudo isto, mas fica a pergunta será este o caminho certo ?  Eu penso que não porque os valores mudaram, a liderança é compartilhada e só compartilhamos algo quando confiamos. o que me faz concluir que, devemos primeiro confiar em nossos colegas e compartilhar a liderança.

Há ainda algumas dicas que gostaria de compartilhar com você:
  • treine adequadamente 
  • tenha em mãos um sistema de avaliação compreensível com o qual os integrantes da equipe possam checar seus desempenhos,
  • proporcione à equipe os recursos necessários para a realização do trabalho,
  • reconheça e reforce os comportamentos certos (resultados expressivos, avanços no desempenho e demonstração de um comprometimento superior), 
  • mostre para cada membro do time que você realmente se importa com ele (as pessoas precisam se sentir ouvidas, respeitadas e levadas a sério) e
  • “levante a régua” continuamente (dando espaços, desafios e oportunidades para que seu time busque continuamente a auto-superação)
  • ajude a equipe a criar habilidades , o inverso também é verdadeiro !


Mas atenção:  

As equipes de baixa eficácia (Harvey e Finley (1997)) , fazem da diversidade problemas. Alguns integrantes da equipe podem considerar as ações de outros membros inadequadas. A diversidade cultural dos membros torna a interação mais difícil. Estas diversidades, exigem que você observe o motivo do não funcionamento da equipe, e planeje mudanças, de forma que a equipe possa  atingir seu potencial. 



Para isso, é importante cuidar dos processos: eliminar desperdícios e atrasos, simplificar o fluxo de trabalhos entre os membros, convocar a participação e o entusiasmo de todos, e abrir caminho para uma visão que possa satisfazer as necessidades de todos. 

O sucesso da equipe, muitas vezes, é atribuído ao fato de se poder contar com verdadeiros talentos formando uma equipe, o contrário também pode ocorrer. 

Ainda assim, a ‘responsabilidade’ da ‘ineficácia’ não poderá ser totalmente atribuída ao grupo, pois anterior a sua existência alguém trabalhou ou deveria ter trabalhado para sua constituição

Concluindo:

Suma missão é fazer com que seu projeto atinja a excelência em seus resultados  através das seguintes características: 
  • as pessoas fazem as coisas certas da primeira vez; 
  • a organização cresce constantemente e com lucratividade; 
  • as necessidades dos clientes são antecipadas; 
  • as mudanças na organização são planejadas e gerenciadas; 
  • há participação e espírito de equipe; 
  • as pessoas se comprometem com os objetivos da empresa.

Nosso trabalho como líderes no time é passar nossa visão, manter o olho no placar, buscar resultados, fazer coaching, dar feedbacks construtivos, manter um clima de aprendizagem coletiva e de cooperação interna, sempre de forma contínua !

Nelson Rosamilha,PMP®,BB®,Prince 2 Practitioner®
rosamilha@gmail.com
Twitter: nelsonrosamilha (empregos em projetos)
http://br.linkedin.com/in/rosamilha
http://www.facebook.com/nelsonrosamilha (Projetos e Empregos) 

Verdades inconvenientes para os Gerentes de Projetos

Eu li um post estes dias de um autor chamado Mike Clayton e conclui que eu tenho falado muito sobre isto para vários colegas de profissão ...