sábado, 12 de outubro de 2019

Kamishibai ???? Sim Kamishibai ! O que é isso ?

Muitos de vocês já devem ter ouvido falar da filosofia Lean, que através da cultura organizacional e algumas ferramentas s ajuda o dia a dia das organizações a identificar desperdícios e , melhorar continuamente, mas isso você já deve saber... 

Mas o que Kamishibai tem a ver com isso ? Ou melhor o que é Kamishibai ? 

Esta ferramenta surgiu na Toyota e tem como principal objetivo incentivar os gestores da empresa a estarem presentes no chão de fábrica, junto aos demais colaboradores para verificar em primeira mão se tudo estava ocorrendo como deveria. Esta técnica é historicamente referenciada ao teatro de papel (originado no séc XII, era utilizado para educação das crianças a partir de figuras desenhadas em papeis coloridos, objetivando o ensinamento de forma simples de alguma história) 
Esta ferramenta torna a auditoria interna tão simples e intuitiva, que qualquer pessoa, instruído ou não nas práticas da empresa, é capaz de analisar se tudo está correndo bem ou não; assim como no teatro de papel japonês, que tinha como objetivo instruir crianças e pessoas mais idosas sobre temas relevantes da cultura e política da região.

A ferramenta, apesar do nome complicado, é bem simples, e se trata apenas de um board visual, no qual é possível realizar um gerenciamento através de cartões de atividades de auditoria dentro da área fabril.


Entre os benefícios posso citar alguns:

  • Comunicação - muitos gestores não gostam de deixar as suas salas para andar em meio ao chão de fábrica, ou muitas vezes são ocupados demais para isso. Dessa forma, acabam deixando de conversar diretamente com quem mais tem conhecimento acerca das forças e fraquezas dos processos, os colaboradores. Ao utilizar o kamishibai, cada gestor terá um dia no qual deverá realizar uma visita rápida no ambiente de produção e realizar algumas perguntas simples aos funcionários, permitindo assim que ele veja com seus próprios olhos o que é preciso ser feito em cada setor.
  • Facilita a auditoria -  simplifica  e melhorar o processo de auditoria para que ele seja mais levado em consideração e realmente melhore os pontos necessários da produção.
  • Insere valores nos colaboradores - não tem como objetivo de identificar os colaboradores que estão cometendo erros, em algumas empresas ainda existe a cultura de ¨quem é o culpado¨, o principal objetivo é o de treinar os colaboradores para visualizar os problemas e como resolvê-los. Também exige, a tolerância “zero” aos problemas que geram desperdícios, num ambiente onde não é “quem é o responsável” e sim “qual é o problema”. onde o objetivo não é esconder e sim haver uma sistemática de identificação e resolução, pois os problemas são considerados oportunidades de ganhos.


Adaptado para o Lean, é utilizado como uma ferramenta de gerenciamento para realizar auditorias de forma escalonada pelos diferentes níveis (Ex.: Operadores, Supervisor e Gerente) dentro de um processo de fabricação. É um sistema visual com objetivo de monitorar os itens críticos do processo, permitindo a tomada de ações preventivas/corretivas, além de propiciar a manutenção do conhecimento da equipe.

Vejam o exemplo abaixo:



A dinâmica é simples e pode ser adaptada para cada processo. O cartão contempla os itens críticos que garantem a estabilidade e podem estar associadas as dimensões como Segurança, Qualidade, 5s, Manutenção, Processos (Parâmetros Críticos), entre outros. Deve conter de 5 a 10 itens e a resposta é binária (sim/não). Quando a resposta for negativa, o cartão fica virado de avesso com a ação que será tomada para resolução do problema.  A responsabilidade das auditoria é do líder, efetuando as auditorias e as atualizações no quadro considerando os principais indicadores de performance (segurança, padronização, organização, TPM). A troca de informações constante e a presença quase que diária de alguma das figuras da diretoria no chão de fábrica pode ajudar na troca de conhecimento e difusão dos valores da empresa entre os funcionários.


Eles deixam de ver os diretores da fábrica como estranhos e passam a tê-los como colegas que tem um objetivo em comum, melhorar os processos e técnicas de trabalho. 


  • Aqui você pode aprender um pouco mais - 
https://www.youtube.com/watch?v=cWGlXoyL1Xo

  • Abaixo voce aprenderá em como implementar a ferramenta:


Nelson Rosamilha,PMP®,PMI-ACP®,Prince 2 Practitioner®, PMO-CP®,MsC
rosamilha@gmail.com
Twitter: nelsonrosamilha (empregos em projetos)
Instagram: ExcelenciaProjetos 


sábado, 8 de junho de 2019

Verdades inconvenientes para os Gerentes de Projetos

Eu li um post estes dias de um autor chamado Mike Clayton e, percebi que tenho falado muito sobre este tema com vários colegas de profissão. 

Decidi compartilhar com vocês adicionando minha opinião.

Nós nos consideramos profissionais extremamente confiantes, otimistas, competentes , de posse das melhores certificações , processos e ferramentas..e ainda assim falhamos.

Pois é, listo aqui algumas verdades que, tenho certeza que você colega irá se identificar e, muito provavelmente irá pensar..."Sim ocorreu comigo de fato, mas a culpa não foi minha". #fato no final dia é nossa responsabilidade. 
Onde falhamos....

  • Atenção aos detalhes - é onde o sucesso ou a desgraça se esconde...não abandone o projeto aos 45 do segundo tempo achando que ele se encerrou, nunca ignore o encerramento do projeto é lá que o perigo acontece,
    tenho muitos colegas tentando encerrar projetos e não conseguem porque se esqueceram dos detalhes....

    Se sua personalidade é estilo Nike - Just do It, cuidado aqui repense este comportamento. 

  • Acidentes de percurso (Shit happens...)  - estas coisas acontecem e você tem que ajustá-las, lembre-se de fatores como: mudanças politicas, tecnologias emergentes, economia instável, novos produtos comerciais que podem causar disruptura no mercado, regulatório e ameaças a segurança. Tudo isto é um balaio de gato e, você precisa "dançar" conforme a música e com muita flexibilidade, não adianta fazer tudo certinho dentro da caixa , porque não vai rolar...quando voce menos esperar....SH !
  • Você nunca vai satisfazer todos os interessados no projeto todo o tempo - aprenda a reconciliar diferentes visões ou se quiser satisfazer todo mundo venda sorvete ! .
    Por mais que você gerencie e se envolva nas negociações sempre haverá um stakeholder insatisfeito, esta é a realidade, nem tudo é apenas escopo, qualidade e valor, projetos são políticos! Encare sua realidade,
  • Você não pode controlar tudo - não seja maluco por isso, normalmente dizemos que quanto maior a frequência de monitoramento do seu projeto, mais cedo você detecta o problema e resolve ele.
    Impossível controlar os resultados mas podemos controlar nossa preparação para inesperado.
    Não concorda ?
    Ah você não concorda ? Então controla um projeto complexo com centenas de profissionais com estratégia de projetos híbrida ou ágil e me escreve..
  • Você recebe a equipe que você merece - oriente-os e sirva-os bem , se você é do bem você terá uma equipe do bem porque o universo sempre nos ajuda , agora se você pensa que é do bem (mas sua consciência te diz que não), o universo vai te punir,
  • Gerente de Projetos não é líder - não adianta ficar bravinho , sua equipe não te reconhece como tal, liderança é inspirar as pessoas a almejarem o melhor de si, dê exemplo, seja sincero , honesto e acima de tudo ajude-os,
  • Aprenda a dizer não, projeto é política e relacionamento - não adianta estar no escopo ou no contrato - sempre achei que escuta ativa, inteligência emocional e assertividade eram suficientes para a profissão, mas logo vi a luz no final do túnel.  Nós precisamos de atitude de realmente , se comunicar com clareza e, termos destreza neste processo, seu trabalho não é ser político mas sim engajar todos os stakeholders no jogo político do projeto. 


Lembre-se disto 


"Seu cliente decide o sucesso  é escolha deles, arbitrária ou não "

Se você tem sua lista de verdades em nossa profissão, manda para mim !
 Vamos escrever um guia, verdades incontestáveis na vida dos gerentes de projetos !!


Nelson Rosamilha,PMP®,PMI-ACP®,Prince 2 Practitioner®, PMO-CP®,MsC
rosamilha@gmail.com
Twitter: nelsonrosamilha (empregos em projetos)
Instagram: ExcelenciaProjetos 

sábado, 9 de março de 2019

Liderando pessoas e projetos (ou não) em ambientes de rápidas mudanças

Quero te convidar para um exercício imaginário, você esta em um auditório frente à sua comunidade de projetos (ou com todos os funcionários da sua área), cerca de 500 pessoas, com transmissão pela internet corporativa onde o CEO também esta assistindo..

Você acomodado em uma cadeira bem confortável respondendo todas as perguntas de forma tranquila e bem sucedida, todos balançando a cabeça afirmativamente ou batendo palmas, tudo indo muito bem. De repente, bem no centro da multidão , surge ele,  ..o inabalável, inigualável e impetuoso..

Joãozinho..


Ele levanta a mão e pergunta na frente de todos

"Porque nós neste auditório, deveríamos seguir você nestes tempos de constantes mudanças ?"


OI !!!!??


Você por incontáveis dez segundos fica paralisado de medo e, tenta lembrar..


"O que foi mesmo que li naquele maldito post........do Nelson......"


Pois bem vamos ver se consigo ajudar nestes dez segundos.

A paralisia é causada por um motivo ...

Você não vai entregar nada sem estes seguidores e, nestes tempos de emponderamento, seguidores são difíceis de encontrar, exceto por aqueles lideres que se destacam em capturar os corações , mentes e espíritos das pessoas.

Liderança não é apenas carisma e visão.

Fato:  Habilidades de liderança não são inatas, elas podem ser adquiridas

Primeiro você precisa entender como elas são diferentes de habilidades gerenciais.

  • Gerenciamento é sobre lidar com a complexidade, ela trás ordem e previsibilidade para o ambiente de projetos ou organizacional, mas não é suficiente, para que tenhamos sucesso as empresas e gerentes de projetos devem estar aptos a se adaptarem a mudanças.
  • Liderança é sobre aprender em como lidar com as rápidas mudanças. Vou escrever diferente para ter certeza que você entendeu, gerente de projetos ou gerentes de área, você só terá sucesso se tiver habilidades que façam com que você se adapte rapidamente às mudanças.

Vou te ajudar:

  • Gerenciar envolve planejar e orçamentar seu projeto ou área,liderança envolve estabelecer a direção, portanto , as duas coisas são necessárias para  você obter sucesso: estabelecer a visão do projeto como líder e gerir o plano e orçamento como gerente,
  • Gerenciar é sobre organizar as pessoas (o famoso staffing), liderança envolve alinhar a equipe, isto é, uma vez estabelecida a visão (líder) , com equipe organizada (gerente) , você deve constantemente lembrá-los da visão e servi-los para mostrar o caminho (líder),
  • Gerenciar se refere a controlar e resolver problemas mas para isso é necessário que o gatilho da motivação seja disparado (liderança) junto a equipe de forma que os problemas e desafios sejam resolvidos por eles.


Senso de pertencimento, idealismo e auto estima são hoje habilidades essenciais que um líder deve desenvolver junto à equipe, de forma que ela cresça continuamente.

Você deve estar pensando, entendi mas isso irá me ajudar a me adaptar rapidamente às mudanças ? 

A resposta é não, os desafios para se adaptar as mudanças são difíceis, há vários problemas sistêmicos nas empresas e, até obscuros as vezes, me arrisco a dizer que em algumas situações até vexatórios.

A resolução não vem na forma de framework, metodologia ou boa prática apenas , ela requer pessoas envolve questões difíceis e,  coragem para questionar e desafiar  a "maneira como nós fazemos aqui",  não estou aqui enaltecendo o conflito mas recomendado que você aponte as questões problemáticas e deixar as pessoas sentirem a dor da realidade e, utilize principalmente a inteligência coletiva da equipe

Para sua equipe (a do Joãozinho) também é doloroso porque requer a aplicação de regras que eles não estão familiarizados, bem como valores e maneiras de trabalhar. Não é de se admirar que nossos colegas muitas vezes tentam transferir o trabalho adaptativo de volta para seus líderes


É claro que que você precisa de visão, energia, autoridade e direcionamento estratégico, porém e muito importante:

- demonstrar que você é humano e, fora da platéia demonstrar seletivamente suas fraquezas,
- confiar na sua intuição coletando "dados" das pessoas,
- preocupar genuinamente com seus funcionários e trabalho, dando à eles somente o que eles precisam para atingir o melhor de si,
- ousar ser diferente capitalizando sua singularidade.

Sem isto você pode até chegar ao topo, mas poucas pessoas te seguirão e seu projeto ou empresa não atingirão os melhores resultados.

Voltando ao Joãozinho.....

Coloque suas respostas nos comentários, afinal você esta à frente agora..


Kamishibai ???? Sim Kamishibai ! O que é isso ?

Muitos de vocês já devem ter ouvido falar da filosofia Lean, que através da cultura organizacional e algumas ferramentas s ajuda o dia a d...